Música Unida tem como princípio base a universalidade da Música em defesa da arte e da cultura e é com este princípio cooperando na defesa e preservação do espólio cultural e do património imaterial da música e tradições portuguesas, neste caso o Fado, que a Música Unida se junta à nobre causa da maior instituição secular, que tanto tem contribuído, desenvolvido e defendido os valores culturais e sociais da sociedade portuguesa, A Voz do Operário, contribuindo anualmente para a programação, organização e divulgação da Gala de Fado d'A Voz do Operário.

Bruno Netto é o pintor e o artista plástico responsável pela imagem oficial da Gala de Fado d'A Voz do Operário, inspirada na voz e na imagem da consagrada fadista Maria da Nazaré, quer para o cartaz, quer para estatueta dos Prémios Voz do Operário, bem como para o cenário da Gala.

39945369_1634846569977004_40167976831706
45129533_747977915538138_521965527787949
cartaz_artistas 2.jpg

A ligação entre a Sociedade de Instrução e Beneficência A Voz do Operário e o Fado remonta aos finais do século XIX. Ao longo da nossa história, inúmeras foram as personalidades do mundo do fado que nos ajudaram a manter viva uma actividade regular, através de sessões de fado realizadas ou apoiadas pela nossa instituição. É esta relação indissociável que se celebramos com realização anual da Gala de Fado A Voz do Operário, organizada em parceria com a Musica Unida onde serão atribuídos prémios a personalidades ou instituições ligadas directa ou indirectamente ao Fado, e que são publicamente consideradas e reconhecidas pelo seu mérito, inovação, estilo e contributo para o Fado e que, também, ao longo do seu percurso artístico têm dado o seu contributo para A Voz do Operário.

 

Honrando o Fado, a Gala de Fado d'A Voz do Operário tem um carácter intrinsecamente solidário, sendo voluntária a participação de todos os artistas em cada Gala, dado que um dos objetivos finais é a angariação de fundos para as necessárias obras de requalificação do nosso Salão de Festas.